sexta-feira, 29 de maio de 2009

Happy birthday for me


Hoje vai ser uma festa

Bolo e guaraná

Muito doce pra você

É o meu aniversário

Vamos festejar

E os amigos receber

 

Mil felicidades e amor no coração

Que a minha vida seja sempre doce e emoção

Bate, bate palma que é hora de cantar

Agora todos juntos vamos lá

 

Parabéns

Parabéns

Hoje é o meu dia

Que dia mais feliz

 

Parabéns

Parabéns

Cante novamente que a gente pede bis

 

É big, é big

É big, é big, é big

É hora, é hora

É hora, é hora, é hora

Rá ti bum 


quinta-feira, 28 de maio de 2009

Dicas para escrever corretamente

A sugestão abaixo - Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (VOLP) - é excelente para aqueles que, como eu, escrevem muito ou não gostam de "assassinar" o pobre do "português".

Brincadeiras à parte, escrever corretamente é quase que uma obrigação, além de ser muito elegante. E isso vale tanto na hora de redigir um texto literário quanto um simples e-mail. 

E já que o nosso idioma é um dos mais complexos do mundo, não custa (ou custa bem pouco) ter uma ajudinha à mão na hora de escrever. Além do VOLP (que não é dicionário, pois não traz sinônimos das palavras, mas sim a grafia correta), também são ferramentas valiosas nesses momentos um bom dicionário e o Manual de Redação do Estadão, este último bastante útil a jornalistas e outros profissionais que escrevem muito no dia a dia.


VOLP mostra como escrever 340 mil palavras na nova ortografia 


A entrada em vigor do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa deixou leigos e até mesmo especialistas cheios de dúvidas. A Academia Brasileira de Letras soluciona todas as perguntas e questões sobre a nova ortografia na nova edição do "VOLP - Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa", único livro que registra a grafia correta de todas (ou quase todas) as palavras da Língua Portuguesa. 

Divulgação 

Já atualizado de acordo com as novas regras, o VOLP traz a consolidação oficial do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa pela Academia Brasileira de Letras. É um calhamaço de respeito: suas mais de 900 páginas registram a grafia, a pronúncia e a classificação gramatical de mais de 340 mil vocábulos e expressões do português, além de 1.500 palavras estrangeiras de uso corrente no país. O livro é referência oficial para exames e concursos realizados no Brasil. 

Os vocábulos são apresentados em ordem alfabética. Para saber como qualquer palavra é escrita, basta procurá-la como se faz em um dicionário ou enciclopédia. Deste modo, consultas rápidas no VOLP permitem solucionar todas as questões sobre acentuação, uso do hífen, do "h", das letras "y" e "w" e outras dúvidas. O livro também esclarece a grafia correta de abreviaturas, siglas e outras formas reduzidas. 

O VOLP soluciona até mesmo aquelas questões que estavam enlouquecendo linguistas e professores de português. O Acordo Ortográfico deixou brechas, por exemplo, na interpretação da grafia correta de palavras como "carboidrato", "bem-querer", "abrupto" e "sub-humano". O VOLP registra que essas palavras podem ser escritas como acima e também de uma segunda maneira: "carbo-hidrato", "benquerer", "ab-rupto" e "subumano".


SERVIÇO

"VOLP - Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa"

Autor: Cícero Sandroni

Editora: Global

Páginas: 976

Quanto: R$ 120,00

Onde comprar: pelo telefone 0800-140090 ou na Livraria da Folha



quarta-feira, 27 de maio de 2009

O vinho ideal para o Dia dos Namorados


Tintos, brancos, mais suaves ou mais secos, há vinhos para todos os paladares que são uma ótima escolha para brindar o Dia dos Namorados com seu amor. Tido como a bebida dos deuses e às vezes indicado até medicinalmente, o vinho pode ser degustado na data com pratos, realçando o sabor dos alimentos, ou sozinho – aí dependerá da disposição de um dos dois ir para a cozinha. Outra alternativa é passar as horas românticas em um restaurante. Para não deixar ninguém com dúvida, seguem sugestões de vinhos para você beber (muito) bem acompanhado.


Versátil: reinventando o dia a dia

O casal versátil pode desfrutar desde um frutado vinho de gosto persistente do coração do Douro, da cor dos apaixonados, com aromas de frutas vermelhas. Ou, ainda, degustar um excêntrico vinho rosé da Toscana de cultivo precoce, perfumado e fresco com notas florais e de frutas do bosque, elaborado com as uvas Sangiovese, Cabernet Sauvignon e Merlot. 

Perene 05 – Casa Santa Eufêmia (Douro – Portugal) – preço sugerido: R$ 51,00 

Centine Rosé 07 – Castello Banfi (Toscana – Itália) – preço sugerido: R$ 71,00

 

 

Clássico: valorizando a tradição

Os pares mais clássicos baseiam suas escolhas na história imbuída em cada rótulo, saboreando cada garrafa de acordo com seus perfis. O Bordeaux é produzido com uvas Merlot e Cabernet Franc no antes chamado Château de Granges, e o Grande Reserva, o tinto Douro superior, é produzido na região de Almendra e tem fama de equilibradíssimo e elegante. 

Château Hostens-Picant 03 – Ch. Hostens Picant (Bordeaux – França) – preço sugerido: R$ 192,00 

CARM Grande Reserva 05 – CARM (Douro – Portugal) – preço sugerido: R$ 186,00

  

Festivo: prontos para qualquer celebração

Para combinar com este estilo de pombinhos, um espumante Cava, de Penedés, com uvas Parellada, Xarel.lo, Macabeo e um toque da Chardonnay. E, para uma noite de brindes, nada melhor que um branco, fresco e frutado, puro Chardonnay chileno do rei dos Chablis.

Cava Sumarroca Reserva Brut – Sumarroca (Penedés – Espanha) – preço sugerido: R$ 63,00 

Punto Niño Chardonnay – Laroche (Casablanca – Chile) – preço sugerido: R$ 55,00

  

Moderno: novidades que são bem-vindas

O casal moderno pode optar pela releitura de clássicos. Os destaques são o francês Perrin, do vale do Rhône, com leve toque apimentado, concentrado e intenso, ideal para uma noite caliente. O La Joya Sauvignon Blanc é uma outra versão desta casta francesa plantada no Chile pela tradicional família Bisquertt. 

Perrin Réserve Rouge 06 – Dom. Perrin (Rhône – França) – preço sugerido: R$ 68,00

La Joya Sauvignon Blanc Reserva 07 – Viña Bisquertt (Colchagua – Chile) – preço sugerido: R$ 49,00

  

Arrojado: apreciando com ousadia

O champagne Delamotte é a escolha certa pelo aroma complexo, sendo ideal como aperitivo ou acompanhado sobremesas à base de frutas, para depois de um romântico prato. O vinho espanhol da região de Montsant, de caráter jovial, é outra alternativa para aqueles que buscam soluções arrojadas dos mais diferentes países e regiões. O Castell é perfeito com carnes vermelhas grelhadas e massas com molhos.

Champagne Delamotte – Delamotte (Champagne – França) – preço sugerido: R$ 216,00 

Castell de Falset 01 – Falset-Marçà (Montsant – Espanha) – preço sugerido: R$ 141,00 

 

Romântico: perfeito para um jantar a dois

Para o casal romântico – e qual casal não é? - a boa pedida é o espumante Crémant, cuja maison é especialista em espumantes de metódo tradicional, uma alternativa sem erro para erguer as taças com o amado. Após, vale o aromático Poesia Torrontés, que exala agradáveis aromas florais e de frutas exóticas. 

Crémant de Bourgogne Perle de Vigne Brut – Louis Bouillot (Bourgogne – França) – preço sugerido: R$ 94,00 

Bodega Poesia Torrontés 07 – Poesia (Mendoza – Argentina) – preço sugerido: R$ 56,00

  

Claudio R. S. Pucci, Especial para o Terra


Inacreditável



Tem certas notícias que a gente lê uma, duas, três vezes... mas não consegue acreditar que aquilo seja verdade. São histórias tão absurdas, que nem parecem reais. Olha essa que aconteceu na Rússia. O que mais me deixa indignada é a forma sensacionalista com que relatam o caso, parecendo mais tratar-se de um número de circo. Além, é claro, do descaso com o ser humano. 

Publicado hoje  no Terra

Menina russa trancada com animais há 5 anos late e arranha 

Uma menina de 5 anos permaneceu durante anos trancafiada em um apartamento da cidade siberiana de Chita, na Rússia, rodeada de cachorros e gatos e sem receber cuidados dos pais, publica nesta quarta o jornal Moskovski Komsomolets. 

A mãe da menina, que tem outros três filhos, foi quem chamou a polícia. Ela declarou que teve sua filha roubada e que não tinha permissão para vê-la. 

Quando policiais foram até a casa onde, além da menor, vivem seu pai e seus avós, encontraram uma menina suja e com um comportamento mais próprio de um cachorro do que de um ser humano.

A menina, chamada Natashenka, jamais saiu de casa, não sabe falar e emite sons similares aos miados e latidos dos animais domésticos com os quais convivia até agora. 

"Nossa primeira impressão quando entramos foi a de que tínhamos ido parar em algum lixão. O fedor era insuportável e estava cheio de cachorros enormes e gatos", explicou Larisa Popova, chefe do departamento de menores da polícia de Chita. 

Os assistentes sociais, acompanhados da polícia - que teve que fazer uso da força para entrar no apartamento diante da resistência dos familiares - constataram que há tempos a casa não tinha água corrente, calefação e gás. 

Segundo os médicos, à primeira vista, a menina não apresenta graves deficiências psíquicas em seu desenvolvimento. Entretanto, os assistentes sociais do centro de reabilitação para onde a menina foi levada dizem que, quando saem do quarto, Natashenka late e arranha a porta como os cachorros. 

Por enquanto, a menina ainda observa assustada a todos os que a cercam e se assusta com o mínimo barulho da rua. Embora tenha 5 anos, seu porte físico é igual ao de uma criança de 2 ou 3 anos. 

"Uma coisa que nos alegra é o fato de que ela tem bom apetite, embora não use talheres e lamba o prato. Por outro lado, ela ainda não brinca com as outras crianças, se isola", relataram os pedagogos do centro de reabilitação. 

O pai da menina pode ser condenado a até três anos de prisão por "descumprimento das obrigações de educação de um menor".

 (da Agência EFE S/A.)


PS: Um pai desse merece cadeira elétrica,  ou melhor, devia ser trancado numa cela com outros tipos de animais...


Como enfrentar um problema - sob a ótica dos signos do zodíaco



São 17h00 e 12 funcionários de uma fábrica estão deixando o trabalho no final do expediente. Ao chegarem ao portão de saída, descobrem que o mesmo está trancado por fora e, como eles são os últimos, não há ninguém para abri-lo.

Cada uma das 12 pessoas pertence a um dos signos do zodíaco. Veja agora a reação que cada uma demonstra diante do acontecido:

 

Áries

Dando socos e pontapés no portão, berra: "ABRE ESSA PORRA!!!!!! QUE MERDA, NINGUÉM TÁ ME OUVINDO NÃO???? (BAM BAM BAM) ABRE LOGO SE NÃO EU ARROMBO!!!"

 

Touro

Chegando mais perto, diz: "Pera aí gente, este cadeado não deve estar mesmo trancado, deixa eu ver... alguém tem um grampo aí? De repente se colocássemos 3 pessoas de um lado e 3 de outro empurrando, conseguiríamos abrir isso.. essas roldanas estão meio frouxas, isso seria fácil..."

 

Gêmeos

Desanda a falar "Galera, isso já aconteceu com um amigo de um amigo de um amigo meu antes, lá em.. em.. como é mesmo o lugar?? Enfim, o lugar era muito maneiro, meus amigos sempre me convidam para ir pra lá, mas eu nunca pude por causa do trabalho e tal, mas enfim, sobre a coincidência, ah... sobre o que eu estava falando mesmo?"

 

Câncer

Choramingando com as mão na cabeça e os olhos no relógio, "Ah não...hoje não.. (snif), tenho de buscar as crianças no colégio, tenho um jantar lá na mamãe... ihh, meu feijão ficou no fogo!! Ah, não, isso sempre acontece comigo...(snif)"

 

Leão

Levanta os braços e fala em alto e bom som para todos: "Vocês não se preocupem, pois EU vou resolver todo este problema, por um simples motivo. EU conheço o DONO desta fábrica, EU vou reclamar com ele pessoalmente, possivelmente ele vai ME indicar para pedir desculpas oficiais a todos vocês..."

 

Virgem

Pensativo, fala: "Calma pessoal, vamos analisar a situação. São 5:17 da tarde, deve haver alguém da limpeza lá dentro. Se não houver, vamos agir com sensatez e ligar para a polícia.. alguém tem um celular aí? Ou quem sabe podemos tentar o outro portão dos fundos, ou talvez procurar pelas chaves no armário do zelador.. é tudo uma questão de lógica e organização".

 

Libra

Com um sorriso no rosto, diz para todos "ih pessoal, relaxem...poderia ser pior, só estamos presos aqui, mais nada.. porque nós não nos sentamos aqui em roda e começamos a conversar, posso ir até a cozinha pegar um vinho... de repente admirar o céu, ah, vocês já pararam para ver como o pôr do sol está magnífico?"

 

Escorpião

Sério, aperta os olhos e fala calmo: "Vocês podem escrever o que eu vou dizer... se eu pegar o infeliz que trancou este portão, ele vai se arrepender profundamente do dia em que nasceu..."

 

Sagitário

Abraçando um aqui e dando tapinhas nas costas de outro ali: "AH, que situação mais cômica, hahahahahahaha, isso me lembra uma piada, hahahah, vocês conhecem aquela do..."

 

Capricórnio

Em silêncio, olha para o relógio, e para o portão, para o relógio, para o portão, para o relógio...

 

Aquário

Sem pensar muito, pula o muro, cai do outro lado, abre o portão para os outros, e sai andando rápido, pois ainda tem um cinema pra pegar dali a alguns minutos. 


Peixes

Senta-se num canto, joga a cabeça entre os braços, e começa a chorar baixinho.

Os beneficios do chá verde



No site http://www.dietalivre.com.br, a Dra. Mara Andréia Valverde dá dicas de como levar uma vida saudável. O artigo abaixo, de sua autoria, fala sobre os efeitos benéficos do chá verde. 

Eu, particularmente, acredito. Já fiz uso por longo tempo e realmente constatei que a bebida colabora no emagrecimento, principalmente porque melhora o processo de eliminação de líquido do organismo, ajudando a diminuir o inchaço. Além disso, por possuir efeito antioxidante, também promove uma melhora na pele, tornando-a mais viçosa. 

A dica é usar sempre a erva natural (não a de saquinho), que pode ser encontrada em lojas de produtos naturais ou até em alguns supermercados. E, ao contrário do que dizem, não é tão amargo assim. Na verdade, não tem muito gosto. É só não carregar na erva e nem deixar infusão por muito tempo.

Modo de preparo:

Duas colheres de sopa são suficientes para 1 litro de água. Quando a água começar a ferver, desligue o fogo e acrescente a erva. Tampe e deixe agir por uns 10 minutos (no máximo). Depois coe e coloque numa garrafa térmica (não é aconselhável deixar em garrafas plasticas ou alumínio). Pode-se tomar quente, morno ou frio. Eu tomo morno, porque frio é bem ruizinho!

Vamos ao artigo:


CHÁ VERDE - UM ALIADO
 Por: Mara Andréia Valverde

Todos estamos sempre buscando manter a forma e a saúde. Mas com todas as demandas profissionais e pessoais isso parece ficar a cada dia mais distante da realidade. Nesse contexto, é sempre bom saber que é possível contar com a ajuda de alguns colaboradores para facilitar o nosso trabalho. 

O chá verde, por exemplo, tem sido apontado como um aliado nos cuidados com a saúde. Acredita-se que tenha surgido nas terras montanhosas das florestas tropicais das províncias de Sichuan e Yunnan, na China. É feito com folhas e/ou botões de Camélia sinensis, um arbusto nativo do sudoeste da Ásia e cultivado nas regiões tropicais e subtropicais do mundo. 

Este chá de sabor amargo é rico em vitamina k e possui vários compostos polifenólicos com propriedade antioxidante. Os polifenóis são flavonóides do tipo catequina. A epigalocatequina (EGCG) é a mais ativa e a mais estudada. O chá verde possui de 30 a 40% mais polifenóis do que o chá preto, cujo processo de fermentação elimina estas substâncias. Além disso, o verde também possui alcalóides como a cafeína e a teobromina, que tem efeito estimulante. A cafeína no chá é absorvida mais lentamente do que a do café, favorecendo sua ação. 

A possibilidade de que o chá verde ajude com a perda de peso tem sido tópico de recentes publicações científicas. Um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition demonstrou a presença deste efeito sobre a perda de peso e de gordura corporal. Isso ocorre porque o chá verde aumenta a termogênese e a utilização da gordura presente no tecido adiposo, como fonte de energia. Este efeito é conseguido por seu conteúdo de catequinas e cafeína. 

Para que você possa se beneficiar do consumo deste chá, tradicional entre os orientais, é importante levar em consideração alguns conselhos: 

Primeiro: estudos têm demonstrado perda de peso (1 kg em um mês) moderada, com o consumo de 600 ml a 1 litro de chá por dia. Trata-se se uma quantidade razoável, assim fique atento aos efeitos colaterais do consumo prolongado de chá verde que estão ligados especialmente ao seu conteúdo de cafeína. São eles: irritabilidade e falta de sono. É importante lembrar que o chá verde é rico em vitamina K (uma vitamina com ação anticoagulante), assim esteja atento se você costuma ter problemas com a coagulação do sangue. 

Segundo: este efeito só pode ser conseguido se a ingestão de chá for constante (diária) e por um longo período de tempo. Se você realmente está disposto a entrar nessa, comece a pensar em criar o hábito de tomar este chá diariamente. 

Terceiro: como o efeito do consumo de chá não é muito pronunciado (o uso do chá promove perda de 1 kg por mês), é importante controlar a alimentação para não haver compensação de calorias. Ou seja, a perda de peso por ação do chá pode não ocorrer se houver um aumento leve na ingestão de alimentos no mesmo período. 

Quarto: o chá verde pode funcionar como um aliado no controle de peso, mas não como um substituto de práticas alimentares saudáveis e outros cuidados com a saúde.


Como se alimentar para ter uma pele saudável e sem rugas

Rugas são um efeito da idade. Elas podem ser causadas por contração muscular habitual (rugas de expressão), exposição inadequada ao sol, tabagismo, falta de hidratação entre outros fatores.  

Lutar contra o seu indesejável surgimento parece ser uma guerra contra o inevitável. E para tanto, é fundamental ficar longe do sol e usar o produto cosmético mais adequado para prevenir ou amenizar sua aparência. Mas, além disso, o que mais podemos fazer?  

Que tal modificar alguns itens da sua alimentação? Quer tentar?  

Então procure aumentar o consumo dos alimentos protetores da pele: hortaliças, leguminosas (feijão, soja, grão de bico, lentilha, ervilha), azeite de oliva, oleaginosas (nozes, castanhas, amêndoa), cereais integrais (arroz e trigo integral).  

Estes alimentos são ricos em substâncias antioxidantes, especialmente os minerais zinco, selênio e as vitaminas A, C e E, que ajudam a manter sua pele saudável.  

Modere o consumo dos vilões: carne vermelha, manteiga, açúcar, alimentos industrializados. 

Claro que todos os profissionais da saúde já disseram que esta é a melhor maneira de se alimentar, mas os estudos comprovam que aquelas pessoas que fazem escolhas alimentares mais inteligentes têm uma pele mais saudável e com menor quantidade de rugas. Então, vale a pena tentar.

(Fonte: Anna Pegova)

terça-feira, 26 de maio de 2009

10 atitudes para se sair bem na arte da sedução

O Dia dos Namorados está chegando e homens e mulheres, comprometidos ou solteiros, já começam a pensar em alternativas para agradar e surpreender o ser amado de uma maneira diferente. Nesse corre-corre, especialistas em relacionamentos amorosos dão dicas para tornar a data mais romântica, picante e envolvente. Segundo a consultora de relacionamentos Nelma Penteado, autora do livro "A arte da sedução: fantasias sensuais", há metodos ou atitudes a serem tomadas que valem para ambos os sexos. Confira:


1. Desenvolver a auto-estima é fundamental. "Não dá para seduzir sem alegria de viver, sem sugerir intensidade", diz Nelma. Pessoas carentes ou dependentes emocionalmente costumam ser um chamariz ao contrário: estimulam no outro a vontade de fugir de um relacionamento o mais rápido possivel. 

2. Ter histórias interessantes para contar, saber discutir e conversar. "Serve tanto para quem está na balada quanto para quem está casado há 15 anos. Ser bem informado, ter conhecimento para sustentar uma conversa é um atrativo", salienta a consultora. É possível ficar interessado nos lindos olhos da pessoa em que se está a fim. Mas, se o papo não render, em menos de cinco minutos o encantamento vai para o ralo, alerta Nelma. 

3. Aquilo que os franceses chamam de joi-de-vivre deve fazer parte do dia a dia de quem pretende conquistar admiradores. É preciso ser intenso, convidar alguém para tomar um sorvete, por exemplo, como se fosse para uma grande festa. Empolgação e procurar ver o lado bom da vida são qualidades que atraem. "Isso é altamente sedutor", ensina Nelma. 

4. Para relacionamentos estáveis, os homens costumam se interessar por mulheres com uma postura de "quem está de bem com a vida, tranquila, sem desespero para se envolver", explica Nelma. Aqui entra um ponto crucial: visualmente falando, as mulheres devem investir em um look que seja agradável sem ser ostensivamente chamativo. 

5. Bom humor é outra qualidade que satisfaz a maioria dos homens. "Em uma pesquisa que fizemos com mais de 800 homens, depois da beleza o que mais chama a atenção no sexo oposto é o bom humor". Para Nelma, não adianta ser uma deusa grega e uma chata de plantão - no estilo "quem telefonou? Você olhou para o lado". 

6. Planejar e executar brincadeiras sensuais conta pontos quando se quer trazer o ser amado para momentos mais íntimos. Surpreender com atitudes, mudar o corte de cabelo, fazer uma massagem relaxante, comprar uma lingerie nova podem despertar sensações novas mais que agradáveis. "Nada de ser previsível erotica e sensualmente. Cair na zona de conforto depois da conquista é um perigo", aponta.

7. "Romantismo, romantismo, romantismo", reforça a especialista. As mulheres querem alguém que não se interesse apenas pelo exterior, pelo aspecto físico. "Desejam um parceiro que saiba ouvir, interessado, que realmente escute o que estão falando, atencioso". E não pára por aqui. Educação e bom humor valem ouro também. 

8. Homens que transformam palavras em atitudes seduzem mais do que os outros. É quando o número de telefone anotado em um papel dentro do bolso se transforma em uma ligação, por exemplo. "Não basta dizer 'eu te amo' toda hora e em uma festa esquecer da mulher", exemplifica Nelma. 

9. Ter "pegada" conta pontos para os rapazes, diz a especialista. A famosa "pegada", na prática, é ter ao lado um homem que valorize o beijo, o abraço e palavras sensuais. "Tanto dentro como fora da cama", salienta. 

10. Entre as dicas corporais para o dia 12 de junho, a diretora do site de relacionamentos A2 Encontros, Cláudya Toledo, sugere que as mulheres realizem danças sensuais nos momentos a dois. "Também vale deixar à mostra partes do corpo (como o lado interno da mão) e fixar o olhar no pretendente por 15 segundos, sorrindo em seguida". Para os homens que querem atrair as mulheres vale se dedicar a um bom papo. "Inteligência é fundamental, as mulheres querem a 'cabeça' dos homens", informa Cláudya.

(Fonte: Terra)

Ficar linda depende de uma noite bem dormida

Uma noite mal dormida deixa qualquer um cansado e irritado no dia seguinte. Mas, não é só o humor que sofre com o problema. Até mesmo a aparência perde com a falta de uma boa noite de sono, que relaxa o corpo e renova as energias. "Os efeitos mais comuns quando não se dorme bem são olheiras e perda do viço da pele", explica a dermatologista Paula Cabral. 

Isso porque é durante o sono que os órgãos diminuem suas atividades (metabolismo basal) para que ocorram alguns reparos. "É o momento que consertamos os problemas gerados durante o dia, como imunidade, formação de colágeno (responsável pela elasticidade da pele), desintoxicação", explica a médica. 

Diminuir o ritmo e deixar as preocupações de lado são atitudes a serem tomadas antes de deitar. "Em média, um adulto dorme de seis a oito horas. O importante não é o número de horas que se dorme, mas a qualidade do sono. Para nos sentirmos descansados, é necessário usufruir de todas as fases dele", conta Paula.


Lei da gravidade

O momento de descanso pode ser usado para usar a força da gravidade a favor da beleza. Para isso, é necessário dormir por algum tempo como a Bela Adormecida, voltada para cima, ensina a dermatologista Ligia Kogos. "Assim, a força puxa as estruturas para trás. Dormir de bruços ou de lado faz com que a pessoa acorde amassada." 

De lado

Dormir de lado pode causar as indesejáveis rugas entre os seios. "A solução é mudar a altura do travesseiro (deixe-o mais alto)", esclarece a dermatologista Paula. Peelings e lasers são os tratamentos recomendados para o problema. 

Olheira

As olheiras incomodam, e muito, quem não dorme bem. A dica para reduzi-las é colocar compressas geladas de chá de camomila, de acordo com a médica Paula. 

Limpeza de pele

Antes de relaxar, vale reservar um tempinho para alguns cuidados com a beleza. Limpar a pele do rosto é fundamenral. "Lave-o com sabonete e complemente com loção hidroalcoólica", diz Ligia. 

Sem maquiagem

Por mais cansaço que se sinta, não pode - em hipótese alguma - deixar de tirar a maquiagem. "A cama deve ser um local limpo e de descanso, portanto a limpeza do corpo deve ser uma questão de higiene e de controle de microorganismos que trazemos do ambiente externo", esclarece a dermatologista Paula. 

Cabelo molhado

Dormir com os cabelos molhados é quase um pecado. As madeixas oleosas ficam predispostas à proliferação de fungos, e as normais e secas mais difíceis de pentear, além de os fios ficarem danificados. 

(Fonte: Portal Terra)

Smoky eyes

Aprenda a fazer um olho esfumado, pra arrasar na balada!



1. Prepare a pele com corretivo, base e pó. Para começar, passe o lápis de olho na linha da lágrima. Se quiser, pode usar um lápis cajal.




2. Com o mesmo lápis, pinte todo o côncavo do olho. Para o look durar mais, passe uma sombra em pó por cima do lápis. Usamos a preta, mas pode ser cinza, grafite, lilás, roxo ou verde-militar.




3. Passe um cotonete para espalhar o lápis e dar o efeito esfumado. Você também pode usar a borrachinha que vem na parte de trás de alguns lápis.




4. Para finalizar, utilize o curvex por 30 segundos, e passe várias camadas de rímel preto. Pra completar, aplique blush clarinho e batom cor de boca.


(Fonte: revista Atrevida | Fotos: Fabio Mangabeira | produção: Vanessa Diskin | cabelo: Carla Barbosa | modelo: Andra Wilges Eello | Andra usa brinco Marisa)



segunda-feira, 25 de maio de 2009

Sua idade pode ser menor do que você pensa


Achei demais essa matéria publicada pela Época. Vale a pena dar uma conferida.

 

Sua idade pode ser menor do que você pensa

É possível diminuir sua idade com uma boa alimentação, exercícios e qualidade de vida. Faça o teste e descubra quantos anos você tem, de acordo com seus hábitos do dia a dia

Os avanços da medicina permitem aumentar a expectativa de vida das pessoas com tratamentos e remédio. Porém, mesmo vivendo mais, as pessoas têm medo de passar seus últimos anos com doenças degenerativas, como o Alzheimer. Por isso, mais importante do que viver mais tempo é viver com qualidade e naturalmente, o que garante alguns aniversários a mais. Essa é a ideia do jornalista Dave Bunnell e do médico cardiologista Frederic Vagnini, que uniram seus conhecimentos sobre nutrição e bem-estar e escreveram o livro Diminua sua idade (Editora Best Seller), lançado na semana passada no Brasil. 

O livro foi baseado num programa de saúde de mesmo nome, criado pela dupla, que visa a desacelerar e até a reverter o processo de envelhecimento. Para diminuir a idade, dizem os autores, é preciso dar atenção a quatro fatores: alimentação saudável, bom condicionamento físico, qualidade de vida e um bom acompanhamento médico (confira no final do texto um teste pelo qual é possível saber quantos anos a menos de sua idade biológica você tem, de acordo com os hábitos diários). 

“Durma, faça sexo e ria” é a primeira dica dos escritores. Segundo eles, metade das pessoas que mora em cidades industrializadas sofre de privação de sono crônica. E dormir melhora o humor, a capacidade cognitiva, de comunicação, a produtividade, o sistema cardiovascular e imunológico. O livro traz a informação do British Medical Journal de que os homens que têm orgasmos mais de duas vezes por semana têm 50% menos chance de morrer prematuramente do que aqueles que têm orgasmos menos de uma vez por mês. As mulheres, quando estão satisfeitas com a vida sexual, também vivem mais. 

Entre as dicas que Bunnell e Vagnini dão para uma alimentação saudável estão: adorar comer ao mesmo tempo em que se aprende a comer menos, “tornar o iogurte parte do seu mundo” e “fugir do açúcar como o diabo foge da cruz” – segundo eles, uma “droga viciante” que causa envelhecimento precoce e doenças como o diabetes. O iogurte natural tem uma posição privilegiada, diz Bunnell em entrevista à ÉPOCA, pois favorece um bom funcionamento da flora intestinal. “Eles também ajudam a aliviar a ansiedade, contribuem para a digestão e absorção de gorduras e carboidratos, previnem ou combatem infecções bacterianas, melhoram o sistema imunológico e têm até se mostrado eficazes em diminuir o número de gripes que você pega”, afirma. 

Segundo Bunnell, se você está cansado o tempo todo, não tem tempo para controlar seu peso ou simplesmente não se sente bem em relação a você mesmo, é hora de diminuir sua idade. A seguir, responda as questões do teste e descubra se você está seguindo uma rotina que lhe permite um corpo mais jovem. 

Clique aqui para fazer o teste na página da revista

(Fonte: Revista Época)


Testes mascaram ineficácia de antidepressivos


A revista Época desta semana faz um alerta sobre os testes realizados pelas industrias farmacêuticas com medicamentos antidepressivos. Eu acho válida a preocupação, se levarmos em consideração que hoje em dia tornou-se comum a prescrição desse tipo de remédio a qualquer pessoa, especialmente àquelas em dieta. Contudo, é preciso ter muito cautela antes de tomar o assunto como verdade absoluta. A depressão, assim como os demais transtornos psiquicos, é uma doença grave que precisa de tratamento. E, na maioria das vezes, isso é feito por meio do uso de medicamentos orais e terapia. 

Hoje, existe uma série de novos antidepressivos que causam bem mesmo efeitos colaterais e ajudam muito a reestabelecer a saúde e o bem-estar do paciente. Eu trabalhei por muitos anos na industria farmacêutica e posso garantir que muitas delas, principalmente as multinacionais, têm uma grande preocupação com a qualidade e os efeitos esperados das drogas que disponibilizam no mercado. Elas investem muito dinheiro em anos e anos de pesquisa antes de lançar um produto, seja um antidrepressivo ou seja outro medicamento qualquer. 


Veja a matéria:

Testes mascaram ineficácia de antidepressivos 

Estudo publicado no American Journal of Psychiatry mostra que a forma como as companhias farmacêuticas conduzem seus testes clínicos transmite uma expectativa otimista demais para o tratamento da depressão


Depois de uma década em que os antidepressivos ganharam enorme popularidade no mundo ocidental – chegando a registrar um aumento de venda de 42% entre 2003 e 2007 no Brasil e de 48% entre 1995 e 2002 nos Estados Unidos –, a eficácia desses remédios está sendo questionada por vários estudos em publicações médicas, segundo os quais boa parte dos benefícios advém do efeito placebo e alguns dos medicamentos mais famosos parecem funcionar apenas em graus leves de depressão. Em meio a esse quebra-cabeça de informações, uma pesquisa publicada em abril no American Journal of Psychiatry contribuiu com uma peça fundamental para esclarecer por que é crescente a impressão de que os antidepressivos não são tão eficazes: eles são testados em um grupo limitadíssimo de pacientes, que não representa uma fração significativa do mundo real. 

A eficácia dos antidepressivos prevista nas bulas é medida por testes clínicos realizados pelas empresas farmacêuticas e que servem como base para a criteriosa Food and Drug Administration (FDA), a vigilância sanitária dos EUA, aprovar sua venda. Os testes, segundo o estudo, são bastante restritos quanto à escolha dos pacientes e acabam excluindo pessoas com comorbidades, ou seja, que sofrem de duas doenças ao mesmo tempo. Não participa, por exemplo, quem tem depressão e problemas cardíacos, ou mesmo depressão combinada com outras doenças psiquiátricas, como distúrbios de ansiedade. Partindo do princípio de que os testes são pouco representativos, o novo estudo, realizado por 11 pesquisadores liderados por Stephen Wisniewski, da Universidade de Pittsburgh, mostrou que esse aspecto mascara a eficácia dos antidepressivos, ou a falta dela.

“O que nós fizemos foi prescrever o mesmo tratamento dos testes em uma população que sabíamos ser mais abrangente”, disse Wisniewski a ÉPOCA. “E os resultados mostraram grande diferença”, afirma. A base para o estudo foi o projeto STAR*D, sigla de Alternativas de Tratamento Sequenciado para Aliviar a Depressão, financiado pelo governo americano e que coletou dados de 41 instituições psiquiátricas entre 2001 e 2004. Entre os excluídos estavam apenas mulheres grávidas e pessoas com distúrbios convulsivos e outras doenças agudas. Após a avaliação do perfil dos pacientes do STAR*D, surgiu a primeira descoberta significativa – 77,8% deles não poderiam participar dos testes feitos pela indústria farmacêutica. 

Os pacientes, em seguida, foram divididos em dois grupos. O grupo de “não-eficácia” era formado pelas pessoas que teriam sido excluídas dos testes mais rígidos e o outro, da “eficácia”, tinha os 22,2% que passariam no filtro da indústria farmacêutica. Submetidos ao mesmo tratamento, com o Citalopram, um antidepressivo inibidor de recaptação de serotonina vendido no Brasil com os nomes comerciais de Cipramil, Procimax, Citta, Alcytam e Maxapran, os grupos tiveram resultados muito diferentes. O grupo de “eficácia” teve melhora em 51,6% dos casos, e o de “não-eficácia”, além de responder ao tratamento com mais demora, registrou melhoras em apenas 39,1% dos casos. Desta forma, dizem os pesquisadores no estudo, “a conclusão sugere que os testes atuais têm um resultado mais otimista do que é provável na prática e a duração do tratamento sugerida pode ser muito pequena”.

Assim, diante desses resultados, surge a questão: o que leva as indústrias farmacêuticas a fazerem testes tão restritos? Segundo Wisniewski, é o custo médico que testes mais abrangentes teriam. “Os resultados mostraram que o grupo de “não-eficácia” também teve uma taxa maior de efeitos colaterais graves”, afirma. “Se as empresas fizerem testes em grupos mais abrangentes, elas vão colocar um número maior de pessoas sob esse risco”, diz. “Um cenário possível, por exemplo, é um paciente entrar em um estado maníaco com a administração do medicamento." 

Assim, enquanto a indústria farmacêutica não cria uma nova geração de antidepressivos, ou ao menos um método para ampliar a base de suas pesquisas sem aumentar o risco de efeitos colaterais graves, resolver esse problema fica a cargo dos médicos que vão prescrever esse tipo de medicamento. “Eles devem saber em qual população o remédio foi testado para ganhar a aprovação da FDA antes de passar o tratamento”, diz. “É preciso verificar se o paciente pode ser incluído nesse universo e, aí sim, o médico apresentaria as probabilidades mais realistas de resultados e de tempo de tratamento para o paciente”, afirma.

(Fonte Revista Época)


sexta-feira, 22 de maio de 2009

Dica de passeio para o final de semana

(Castelinho de Paranapiacaba)

Tem um lugar, pertinho aqui da capital, que é demais, chama-se Paranapiacaba. Lá, passei bons momentos na minha adolescência, em excursões com a escola ou passeios. Acreditem, até namorado eu tinha lá...rs. Mais isso foi a um long time

A Vila de Paranapiacaba está situada no alto da serra do mar, no município de Santo André, entre o planalto e o mar. Em tupi-guarani quer dizer "lugar de onde se vê o mar".

(Réplica da famoso Big Ben londrino)

A importância histórica deste local começa se desenhar ainda nos tempos do Império, a partir da segunda metade do século XIX, com a intensificação do transporte da produção agrícola do Porto de Santos para o Planalto Paulista. Transpor a Serra utilizando como único meio de transporte o lombo de burro transformou-se em um grande obstáculo para o desenvolvimento do Estado de São Paulo, tornando-se urgente a construção de uma ferrovia. 

A Vila de Paranapiacaba foi implantada na 2ª metade do século XIX, em decorrência da construção desta ferrovia que fazia a ligação do interior do Estado de São Paulo ao Porto de Santos. Para transpor os 800 metros de escarpa que separavam o planalto da baixada, foi necessária adoção de um sistema baseado em quatro planos inclinados interligados por patamares, onde foram instaladas as máquinas fixas que acionavam os cabos de aço que sustentavam a locomotiva e as composições na subida e descida da serra. Esse sistema foi denominado funicular e seu funcionamento exigiu um número expressivo de operários que se estabeleceram no primeiro núcleo de povoamento denominado Varanda Velha, mais tarde conhecido como Vila Velha.


(Maria Fumaça)

A crescente utilização da ferrovia para o transporte do café do interior até o porto, demandou a construção da segunda linha do Funicular. Esta duplicação requereu a permanência de um número significativo de operários, técnicos e engenheiros no local para atuarem na administração e manutenção das linhas e dos pátios. Por esta razão, a empresa São Paulo Railway Co., que obteve a concessão deste trecho da ferrovia por 90 anos, optou pela construção de uma vila para abrigar seus funcionários, nas proximidades das instalações ferroviárias. 

A implantação da Vila - denominada Vila Martim Smith - e a Vila Velha ocuparam um trecho urbanizado de 323.000 m² dentro de uma área de 1.949.820 m² pertencente ao Império. Para justificar esta concessão, o poder público ressaltou os resultados positivos da implantação da ferrovia, como por exemplo, a valorização das terras, a possibilidade de crescimento do trabalho livre, o incremento nos procedimentos industriais e a criação de novas cidades.


(Lago de Paranapiacaba)

Porque ir    

A Vila de Paranapiacaba foi planejada e construída pelos ingleses, quando da construção da antiga Estrada de Ferro São Paulo Railway.

Tem uma réplica do Big Ben Londrino, tem uma névoa que não fica devendo nada ao "Fog"inglês, tem passeio de Maria Fumaça e tem muita natureza, mata atlântica preservada, muitas cachoeiras e trilhas. 

Quando ir     

O ano todo. Procure saber da agenda cultural e de eventos no site da Prefeitura de Santo André -www.santoandre.sp.gov.br

Tem o Festival de Inverno, A Festa do Cambuci, Foop-Festival de Oratórios e Presépios, tem Núcleo de Cerâmica e um monte de coisas pra ver, vários artistas tem seus ateliês montados na Vila.


(Uma das muitas cachoeiras de Paranapiacaba)

Quem vai  

Tudo mundo que curte natureza e coisas bacanas. 

Quanto custa

Depende muito do bolso do interessado, pode se gastar apenas o valor da condução.

Acesso 

Partindo de São Paulo, é só seguir pela Via Anchieta (SP-150) entrando no Riacho Grande logo após o fim da represa. O motorista deve se manter à esquerda e passar por baixo da rodovia. Depois, seguir em frente e entrar à esquerda na Rodovia Índio Tibiriçá (SP31). Percorrer até o km 44 e entrar à esquerda para Paranapiacaba e, na seqüência, virar à direita passando por baixo da Índio Tibiriçá e seguir em frente.

Distância: 53 quilômetros a partir de São Paulo – Centro

Tempo estimado de percurso: 1h

Consumo aproximado de combustível: Gasolina (5L), álcool (7L), diesel (11L). 

De condução, partindo de São Paulo, pegar o trem na estação Brás até Rio Grande da Serra, depois pegar ônibus até a Vila (utilize a integração, sai mais barato). 

Hospedagem 

Se desejar ficar na cidade, hospede-se em uma das várias "pousadinhas". Na cidade há ainda alguns bares e pequenos restaurantes nas casas dos moradores.



quinta-feira, 21 de maio de 2009

To apaixonada




PELA COLEÇÃO OUTONO/INVERNO 2009 DA CANTÃO.

TUDO BEM QUE NA ISABELI FONTANA TUDO FICA LINDO. 

MAS EU AMEIIII... 

SIMPLESMENTE MARA...


E O MELHOR É QUE JÁ TEM LOJA EM SÃO PAULO, 
NOS SHOPPINGS IGUATEMI E MARKET PLACE... 

MARIDOS... ESCONDAM OS CARTÕES E TALÕES DE CHEQUE...


Estilo Folk de ser


O estilo Folk invadiu mesmo as passarelas e lojas do País todo. 

O nome Folk significa povo; daí a expressão folclore (sabedoria do povo). 

O estilo ficou marcante lá pelos anos 60 e 70, quando a juventude da época, especialmente no movimento hippie, costumava personalizar (hoje chamado mais por “customizar”) suas roupas e adereços.

Franjas, bordados, retalhos e outros itens nesse estilo eram incorporados às peças de roupas. Sim, você já viu isso antes: não é de hoje que o movimento hippie, as franjas estilo cowboy e o xadrez country reinam sobre a moda. O movimento grunge dos anos 90 é um exemplo clássico. 


Mas moda é isso mesmo: de vez em quando pinta um retorno renovado. Desta vez, é bastante urbano. E, afinal de contas, a moda Folk é bem democrática e eu, pessoalmente, gosto bastante.  


Adereços


Os acessórios em estilo Folk também voltam a imperar no inverno 2009. As lojas já estão apinhadas de botas, bolsas, xales, chapéus, colares, bricos, entre outros, nada convencionais. Tudo com muito colorido, retalhos e, claro, franjas...


Tá bombando


O hit do momento é o xadrez. Pequena ou grande, em cores contrastantes ou não, a padronagem vai do tradicional modelo inspirado no tabuleiro de xadrez à sofisticação da harmonia de cores da Burberry (famosa marca inglesa), à simplicidade do vicky (xadrezes de tamanhos diferentes) e ao multicolorido tartan (tradicional nas saias escocesas). 

Outros padrões como pied-de-poule, pied-de-coq e argyle (tradicionais losangos coloridos) são figurinhas carimbadas na estação. Tantas variações do xadrez criam um estilo super coll, que proporciona sofisticação às diversas produções. 


Pernas pra quem te quero


O inverno é a estação das meias. E neste ano elas estão ainda mais coloridas e charmosas. Há estampas para todos os gostos: floridas, rendadas, xadrezes, listradas, entre outras. Vale de tudo para deixar o visual mais bonito e chic

Mas é preciso ter cuidado para não ficar over demais. Apesar da moda estar bem irreverente, é preciso um certo cuidado na combinação das peças. 

Da qualquer forma, uma boa conferida no espelho antes de sair de casa nunca é demais...