segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Princesa



CERTAS IMAGENS DISPENSAM PALAVRAS. ESSA É UMA DELAS, MINHA SOBRINHA GABRIELA.
ESTOU SIMPLESMENTE "APAIXONADA" POR ELA.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

O Verdadeiro milagre da vida




Essa bebê fofa é a minha sobrinha/neta, que nasceu hoje (20/11), às 8h28, com 3,400, na Maternidade São Luiz.
Poderia ser só mais uma criança no meio de tantas que nascem todos os dias. Mas não é!!!
Ela, assim como sua mãe, minha sobrinha Flávia, lutaram muito pra viver depois de um aneurisma cerebral no quarto mês de gravidez, que custou quatro cirurgias na cabeça da mãe. Depois de um período de quase cinco meses, heis que nosso pequeno milagre nasceu: linda e perfeita!
"Minha linda princesinha com nome de anjo, seja bem-vinda a este mundo maluco. Você será grande. Porque vitoriosa você já é desde hoje."
TE AMO!


quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Recordar é viver



Talvez a maioria que passa por aqui não se recorde, mas o seriado Vila Sésamo, baseado no programa infantil norte-americano Sesame Street (criado pela Children’s Television Workshop de Nova York, baseado em opiniões e conceitos emitidos por técnicos de educação e agência de publicidade), era tudo de bom. Lógico que eu era criancinha, mas me lembro bem de alguns personagens, como os inesquecíveis Enio e Beto e do Garibaldo.

O seriado

O seriado infantil começou a ser transmitido em 12/10/1972. A ideia de criar a adaptação do Sesame Street foi de José Bonifácio de Oliveira Sobrinho (Boni), então diretor da Central Globo de Produções (uma divisão da Rede Globo), e de Claudio Petraglia, diretor da TV Cultura de São Paulo. Na época, a Rede Cultura e a Rede Globo estavam bastante interessadas em adaptar o programa norte-americano. Como a Rede Globo inicialmente não tinha estúdios para filmar o seriado, foi criada uma parceria entre as emissoras. Eis o motivo de Vila Sésamo ter sido exibida pelas duas emissoras até 1974, quando a TV Globo assumiu totalmente a produção do programa.

Conseguidos os direitos da Children's Television Workshop, Vila Sésamo teve sua estréia na TV. Era exibido às 10h45 e 16h, e durava de meia a uma hora. Era um programa que trazia noções educativas para as crianças, mas de um modo que não fosse chato, que mesclava a educação com a diversão e uma boa dose de humor. O cenário era uma vila onde pessoas e bonecos conviviam com crianças. Ao longo das três fases do programa, eram abordados temas diferentes como as letras, os números, as cores, a higiene, o respeito no trânsito, e outros. Tudo isso acompanhado de desenhos animados e canções compostas pelos irmãos Marcos e Paulo Sérgio Valle.

Foi a partir de 1973 que Vila Sésamo foi completamente nacionalizada. Foi nesse ano que surgiram as versões brasileiras dos famosos bonecos Garibaldo, Gugu e Funga-Funga. Uma outra novidade era as participações de crianças carentes entre 3 e 10 anos. As únicas cenas não produzidas no Brasil eram as de Ênio e Beto, personagens do Sesame Street, cuja as cenas eram apresentadas no seriado.

Com o tempo surgiam novas temáticas, novos personagens, um grande sucesso infantil na TV brasileira. Vila Sésamo só deixou de ser exibida em 1977, por causa dos altos custos da produção e também pelo fim do contrato com a emissora norte-americana. Sua última exibição foi em 04/03/1977.


Personagens

O cenário de Vila Sésamo era uma vila operária onde conviviam crianças, adultos e bonecos. Muitos destes personagens são lembrados até hoje pelas pessoas que assistiram o seriado quando crianças.

Havia Garibaldo, um pássaro gigante bastante levado e desengonçado, que adorava aprender coisas novas. Ele vivia discutindo com Gugu, um boneco bem mal humorado, que não gostava de sair do barril em que morava. Também existia o Funga-Funga, um elefante bem estranho, que adorava cantar e vivia deprimido, pois não o viam como gente. Era o amigo imaginário de Garibaldo, portanto só aparecia para o amigo e para as crianças.

Além dos bonecos, existiam os personagens adultos. Há Juca, um operário que sabia consertar qualquer coisa; ele era casado com Gabriela, uma moça graciosa, que gostava de praticar ginástica e era uma grande cozinheira. Havia Ana Maria, a professora da escolinha de Vila Sésamo, bastante animada e divertida, era a namorada de Antônio, um motorista de caminhão. Ainda existia o Seu Almeida, dono da venda da vila.

Esses eram os principais personagens do programa, mas ao longo das três fases, Vila Sésamo recebia cada vez mais personagens, pois ainda havia o Edifício, o Professor Leão, o Bruno, o Jujuba, o Marinheiro, o Bidu e muitos outros.


Fases do programa

De 1972 a 1977, Vila Sésamo teve ao todo três fases.

Vila Sésamo I (1972 a 1974) - Foi a fase de estréia do programa, quando ainda era exibido pela Rede Cultura e pela Rede Globo. Nesta fase, se cumpriam todas a normas da emissora norte-americana.Por isso eram exibidas um maior número das cenas do Sesame Street, e a apresentação de quadros temáticos em ordem repetitiva. Mas foi a partir de 1973, que Vila Sésamo foi totalmente nacionalizada; com novos personagens, novas músicas, novos roteiros... Uma verdadeira "revolução nacional" no programa. Durou até o ano de 1974, quando a Rede Globo assumiu toda a produção do seriado.

Vila Sésamo II (1974 a 1975) - Nesta fase, foram adquiridos novos quadros temáticos, os cenários foram ampliados e Vila Sésamo contou com aproximadamente 800 crianças!

Vila Sésamo III (1975 a 1977) - Na terceira e última fase do programa foram acrescentados novos personagens, além de mais novas temáticas. As únicas cenas não feitas na produção eram as cenas entre Ênio e Beto (cenas do seriado original). Com o fim desta fase, também veio o fim do programa, que ainda hoje deixa saudades.


Elenco

Laerte Morrone (Garibaldo)

Roberto Orozco (Gugu)

Armando Bógus (Juca)

Aracy Balabanian (Gabriela)

Sônia Braga (Ana Maria)

Flávio Galvão (Antônio)

Manuel Inocêncio (Seu Almeida)

Marcos Miranda (Funga-Funga)

Paulo José (Mágico)

Flávio Migliaccio (Edifício)

Milton Gonçalves (Professor Leão)

Ayres Pinto (Cuca)

Luiz Antonio Angelucci (Bruno)

Bonecos

Teresa Cristina (Pipoca)

Elany Del Vechio (Jujuba)

Sônia Guedes (Marocas)

Antônio Petrin (Marinheiro)

Henrique Lisboa (Sabichão)

Aziz Bajur (Bidu)


Curiosidades

Apesar de Vila Sésamo ter sua estreia no ano em que as cores chegaram à TV Brasileira (1972), o programa foi produzido totalmente em preto-e-branco. Era por isso que as crianças tinham curiosidades de saber quais eram as cores dos bonecos e fantasias do seriado infantil.

Garibaldo era azul. Ao contrário do Big Bird (o "Garibaldo" da versão original de Vila Sésamo) que tinha as penas amarelas, o Garibaldo do Brasil era azul. Há duas hipóteses para isso. A primeira seria que a fantasia da personagem, realmente fora pintada de amarelo, mas tinha ficado horrível; e para não comprar outra fantasia, por causa de seu alto custo, a produção resolveu pinta-la de outra cor. A cor escolhida foi o azul. A outra teoria diz que a vestimenta fora pintada de azul para dar melhor contraste na TV. Essa personagem interpretada por Laerte Morrone foi a mais popular do programa.

Gugu era um boneco da cor verde-musgo, tinha um nariz azul claro e bochechas laranjas; e Funga-Funga tinha a cor laranja.

A trilha sonora do seriado infantil acabou rendendo um disco.

Vila Sésamo foi a primeira adaptação feita no mundo do programa norte-americano Sesame Street.

A tradução de Sesame Street é Rua Sésamo, mas este não foi o nome escolhido para o seriado. Isso, porque o ambiente familiar onde as crianças conviviam na época não era a rua, mas sim a vila. Por isso, Boni sugeriu que o programa fosse chamado de Vila Sésamo.

Vila Sésamo acabou ganhando em 1972 o Troféu Helena Silveira, em duas categorias - Melhor Programa Cultural e Revelação Feminina, dedicado a Sônia Braga, que interpretava a professora Ana Maria. No mesmo ano, o programa ganhou o prêmio da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) como melhor programa infantil.

Depois de vários anos, a Rede Cultura conseguiu novamente os direitos autorais da Children's Television Workshop, atual Sesame Workshop e produziu uma nova versão do Sesame Street, que teve sua estréia em outubro de 2007, desta vez com menos personagens e uma maior quantidade de cenas do seriado norte-americano. É a Vila Sésamo (2007).


Cores na decoração


A decoração é um mundo de cor, mas nem sempre é fácil escolher os tons com os quais queremos pintar e decorar a nossa casa: é necessário considerar gostos pessoais, o tipo de ambiente que se quer criar e até refletir sobre o significado de cada cor antes de decidir uma paleta final. O desafio seguinte é como combinar cores na decoração: vamos descobrir?


O que é a roda das cores?

A roda das cores é composta por três tipos de cores:

Cores primárias: são três – vermelho, azul e amarelo – e todas as restantes cores são compostas por estas.

Cores secundárias: as cores secundárias obtêm-se com a mistura de duas cores primárias, ou seja, o laranja nasce da mistura entre o vermelho e o amarelo; o verde nasce da mistura entre o azul e o amarelo; e o violeta nasce da mistura entre o vermelho e o azul.

Cores terciárias: as cores terciárias resultam da junção entre cores primárias e secundárias, ou seja, a turquesa nasce da mistura entre o azul e o verde; o verde-lima nasce da mistura entre o amarelo e o verde; e o encarnado nasce da mistura entre a violeta e o vermelho. As restantes três cores terciárias não têm nenhum nome específico, sendo simplesmente uma mistura de vermelho-laranja, amarelo-laranja e azul-violeta.


Como é que as cores se relacionam?

Todas as tonalidades presentes na roda das cores relacionam-se de duas maneiras:

Cores complementares: estas são as cores que, na roda, encontram-se de lados opostos – caso do verde e do vermelho, do azul e do laranja. No entanto, esta distância não significa que não possam ser combinadas, pelo contrário, o seu efeito aparentemente contrastante produz um realce visual muito agradável quando utilizadas em conjunto, conferindo energia e movimento a uma divisão.

Cores harmoniosas: estas são as cores que encontramos encaixadas entre as cores primárias, como por exemplo, o encarnado, o violeta e o violeta-azul que, embora diferentes, mostram claramente que pertencem à mesma família de cores. Embora apresentem uma certa harmoniosidade, também precisam de ser combinadas de forma cuidadosa.


Complementares vs. Harmoniosas

Por norma, consideramos uma parte da roda como tendo as cores mais quentes (vermelho, laranja, amarelo) e a outra com cores mais frias (violeta, azul, verde), o que é perfeito para conseguir o desejado equilíbrio colorido. Por exemplo, se a sua paleta de cores estiver centrada no azul, pode aqueça-la um pouco com a sua cor complementar – o laranja; porém, a utilização de duas cores complementares da mesma intensidade pode produzir um efeito visual muito ruidoso, onde ambas as cores estão a reclamar pela mesma atenção. Para solucionar esta questão, basta reduzir ou aumentar a intensidade de uma das cores complementares – neste caso seria o laranja e escolheríamos um tom mais suave como um laranja queimado ou claro, que são cores harmoniosas.


Cores neutras

Existe ainda uma longa lista de cores neutras, composta por branco, preto, castanho, creme/bege, cinzento e todas as suas diferentes tonalidades que, precisamente devido à sua neutralidade, são extremamente versáteis. Combinam com praticamente todas as outras cores da roda e são um excelente ponto de partida para quem se está a iniciar na decoração ou não quer arriscar muito. Com as cores neutras, é fácil aquecer a divisão com tons mais quentes ou refrescá-la com tons mais frios.


Paletas de cores

Monocromática: escolhe-se apenas uma cor, mas esta é utilizada em vários tons e intensidades distintas. Dependendo da cor escolhida, pode ou não produzir um efeito final menos interessante, mas que pode ser facilmente corrigido com o uso de peças decorativas ou de mobiliário contrastantes.

Harmoniosa: estas são as famílias de cores que encontramos situadas entre as cores primárias na roda das cores; sendo da mesma família, vão automaticamente funcionar bem uma vez aplicadas na decoração, principalmente se juntar tonalidades menos intensas com tonalidades mais vibrantes.

Primária: embora sendo as cores mais fortes e dominantes, se as utilizar com um fundo branco (ou outra cor neutra), conseguirá equilibrar toda a paleta.

Complementar: escolhem-se duas cores complementares (opostas) da roda; enquanto a cor fria é aplicada na maior parte da divisão, a cor quente é aplicada em doses menores, ou vice-versa. Para conseguir um contraste mais ou menos evidente, basta alterar o tom e a intensidade das respectivas cores.

Semi-complementar: escolhem-se três cores da roda, começando, por exemplo, pelo verde e a sua cor complementar, o vermelho/violeta. No entanto, em vez de ficar pela cor complementar (vermelho/violeta) escolhe-se antes duas cores harmoniosas, ou seja, uma de cada lado da cor complementar, brincando com a sua intensidade para conseguir mais ou menos interesse.

Vamos analisar esta paleta de cores, escolhida para decorar uma sala de estar: as cores principais são aquelas que vão ser usadas em maior escala; as cores complementares são cores que funcionam como apontamentos condizentes, sendo utilizadas em menor escala. Nesta paleta, a cor no canto superior esquerdo é a principal, aquela que vai criar o ambiente – o que significa que pode ser aplicada nas paredes, por exemplo. As outras duas cores principais serão reservadas para outros elementos importantes, caso dos sofás, poltronas, cortinas, tapetes, outras pinturas ou papel de parede. As cores complementares serão aplicadas em pequenos apontamentos decorativos, caso das almofadas, candeeiros, peças de arte, objetos decorativos, etc.


Dicas finais

O resultado final acima apresentado é apenas uma das muitas decorações possíveis tendo como base a respectiva paleta de cores. A combinação criativa e apelativa de cores é ainda influenciada por vários outros fatores: a intensidade das próprias cores, a quantidade de cores utilizadas, a dimensão do espaço, a iluminação natural e artificial, a mobília, as diferentes texturas presentes na divisão… é tudo uma questão de brincar com as cores e de se divertir a experimentá-las!


Casa colorida desperta boas sensações


Eu amo o vermelho e suas variações. Se bem usado, ele deixa tudo mais alegre e sensual. Porém, por tratar-se de uma cor quente, é preciso antes de mais nada saber usá-la de forma equilibrada, seja em roupas ou na decoração da casa. Veja que interessante as dicas abaixo, da designer e consultora de cores e pinturas da Suvinil, Érica Taguti.

A magia das cores

Assim como uma pitada do tempero certo é capaz de transformar uma receita simples em uma maravilhosa refeição, a cor de uma parede ou de um objeto de decoração pode alterar o nosso estado de espírito e humor. Há tonalidades que acalmam, outras que estimulam a criatividade e outras ainda que despertam a sensualidade. Quer aprender a usar as cores da forma certa e criar agradáveis combinações? Então veja as dicas dos profissionais. Você vai aprender a harmonizar os ambientes e deixar seu dia a dia mais equilibrado e feliz!

Vermelho: pura energia

Essa é a cor mais intensa e emocional que existe. Não à toa é a primeira do arco-íris. Ela representa força, coragem, firmeza, paixão e alegria. “Excitante, o vermelho desperta a energia e o entusiasmo e é altamente estimulante. Por isso é preciso usá-lo com equilíbrio: se aplicado com exagero, causa irritação, agressividade e nervosismo”, ensina a designer e consultora de cores e pinturas da Suvinil, Érica Taguti. O vermelho pode ser usado em todos os ambientes da casa. Você pode investir em apenas alguns acessórios ou aplicar em maiores proporções. Tudo vai depender do seu gosto pessoal e da sua intenção. “Quem tem o temperamento agitado deve optar por cores mais suaves, e usar o vermelho apenas em detalhes da decoração. Já quem precisa se energizar e gosta da cor pode usá-la na pintura de paredes ou em grandes móveis”, ensina Érica.

Essa cor é poderosa!

Toques de vermelho aqui e ali fazem uma diferença e tanto no seu bem estar. Para quem está cansada, ela melhora, e muito, o ânimo e a disposição. Desejo sexual em baixa? A cor, sedutora, desperta a paixão. Para os tímidos, o vermelho, usado com moderação, estimula a iniciativa e a coragem. Precisa estimular o apetite? Salpique detalhes vermelhos em sua cozinha. E se a sua sala está fria e apagada, o vermelho vai transformá-la em um ambiente quente e aconchegante.

Sem medo de ousar

“Muita gente pensa que o vermelho, cor forte e marcante, deve ser evitado na decoração por deixar o ambiente pesado e cansativo. Mas não é bem assim. Se usado com bom senso, traz alegria e charme a um espaço sem vida”, ensina Érica. Experimente renovar a casa investindo em alguns acessórios. Uma ótima ideia é decorar a cozinha com utensílios vermelhos. Fica charmosa e alegre. Na sala, espalhe pitadas da cor em tapetes, mantas de sofás, almofadas e velas. Toalhas, jogos americanos, taças e copos deixam a mesa de jantar sofisticada e elegante! “Mas se você fica segura em usar o vermelho na decoração, esqueça e ouse à vontade. Invista em móveis ou pinte uma única parede com a cor, para destacá-la. E nesse caso não exagere nos objetos decorativos. Um aparador de linhas retas e dois ou três adornos formam uma boa composição. E se no começo você estranhar, tenha calma e dê um tempo para se acostumar com o resultado. Apostar no que se gosta sempre tem um final feliz”, explica a designer. Segundo Érica, o vermelho pode ser usado em qualquer ambiente, variando apenas sua tonalidade. Os tons queimados e amarronzados, como vinho, ficam ótimos na sala e no quarto de casal, dando um ar acolhedor e sedutor. Já no quarto das crianças, os tons vivos, próximos ao alaranjado, deixam o ambiente alegre e estimulante. Na cozinha, o vermelho intenso é perfeito: dá charme e desperta o apetite. Na área externa da casa, todos os tons de vermelho ficam muito bem. “Evite apenas o exagero e use a cor com equilíbrio, para que o ambiente não se torne enjoativo e estressante”, alerta a designer.

Crie lindas combinações

Uma das maiores dúvidas ao usar o vermelho na decoração é saber o que fica bem com o que. Para isso, basta usar o bom senso! Se você deseja uma decoração sóbria e neutra, combine a cor com tons de bege, marrom ou verde-acinzentado. Já para os ambientes mais alegres, componha com verde-amarelado, amarelo ou laranja. Com o branco, a combinação fica jovial e descontraída. Siga a dica: numa folha de papel, pincele a cor do piso, cole a referência da tinta que deseja aplicar na parede e as amostras de tecidos escolhidos para a decoração. Leve essa cartela às compras e veja se os móveis que deseja adquirir se encaixam na composição.

Alegre vibração

Verde e vermelho se complementam. São cores opostas, mas se dão muito bem. O excesso de vibração e energia, despertado pelo vermelho, é equilibrado pelo poder relaxante do verde. Se tiver dúvidas na hora de compor a decoração, aposte nessa dupla que não tem erro!Teste mágico: experimente olhar por dois ou três minutos uma peça de cor vermelha. Pode ser uma toalha, uma camisa ou qualquer objeto em que essa cor esteja bem nítida. Depois, olhe para uma parede branca. Imediatamente, a cor verde vai surgir diante dos seus olhos. Isso porque verde e vermelho são cores complementares - uma está sempre ligada à outra.


To na área!


Depois de merecidas férias, estou de volta. Os 33 dias que passei viajando foram ÓTIMOS – mar, sol, piscina, pele bronzeada, cerveja e muito peixe, como eu havia prometido, e, logicamente, as baterias recarregadas.

Tudo isso pra enfrentar a maratona de textos que vem pela frente. O ano nem terminou e o volume de trabalho já promete ser daqueles. Mas tudo bem, não dá pra viver só de sombra e água fresca, né.


sexta-feira, 9 de outubro de 2009

ATÉ QUE ENFIM!!!


QUERIDOS AMIGOS,

ESTOU DE FÉRIAS EM ALGUM LUGAR PARADISÍACO.

MAS PROMETO LEMBRAR-ME DE CADA UM DE VOCÊS,

AO TOMAR UMA CAIPIROSKA OU BREJA

ESTUPIDAMENTE GELADA,

OU QUANDO ESTIVER COMENDO AQUELA PORÇÃO

DE CAMARÃO, LAGOSTA OU LULA, À BEIRA-MAR.

BEIJOS NO CORAÇÃO.

VOLTO EM NOVEMBRO.

(MAS SÓ NA SEGUNDA QUINZENA, TÁ).



quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Então tá, né... fazer o que!

Adriane Galisteu exibe suas curvas na capa da revista "Corpo a Corpo" deste mês. Aos 36 anos, com 56 quilos, a apresentadora conta que é viciada em cremes e acha que ainda precisa emagrecer dois quilos.

"Uso de tudo, mesmo! Creme nacional, importado, de marca desconhecida, baratinho, caro. Lançaram, experimento", declarou.

A loira também posou com uma peça de sua coleção de biquínis. Adriane já tem mais de mil modelos e coleciona desde a década de 1980.

Para manter a forma, a bela fecha a boca. ''Como pouco, fazer o quê? Meu almoço, hoje, foram duas batatas sauté temperadas com alecrim, e só!'', revelou.

Mas Adriane não pensa em mudar nada no seu corpo, nem colocar silicone. ''Acho lindo o corpo das garotas marombadas, mas prefiro ter seios mínimos e ser magra. No dia em que eu passar em frente a uma construção e ouvir 'gostosa' dos operários, vou fazer dieta na mesma hora'', declarou.

Enquanto isso, na xepa, as mulheres-fruta se empenham em ficar cada vez mais suculentas....rsrs



Silvio Santos dá tapinha no bumbum do Fenômeno

Os micos andaram soltos esta semana. Primeiro foi o apresentador do Late Show (CBS), David Letterman, assumindo em cadeia nacional que "transou" com suas assistentes (veja postagem neste blog), agora é a vez do atacante Ronaldo, que gravou, ontem (07/10), uma participação especial no programa do Silvio Santos, no SBT. O vídeo da entrevista do apresentador com o atacante ainda não foi ao ar, mas já está disponível no Youtube. (Veja aqui)

Em bate-papo descontraído, Silvio Santos faz questão de elencar todos as marcas que suas empresas estampam na camisa do Corinthians. E ao mostrar o local onde fica uma delas, o apresentador se reservou o direito de dar um “tapinha” no bumbum do atacante. Falando de futebol, Silvio perguntou ainda se Ronaldo está fazendo de tudo para perder os quilinhos a mais. “Não, nem tanto”, respondeu, sorrindo, o atacante.

Falta do que fazer, hein, Ronaldo. Que tal fazer uns golzinhos pro Coringão?!


Pavlova de Morango

A sobremesa foi nomeada em homenagem à Anna Matveievna Pavlova,
bailarina russa nascida em 1881

Ingredientes

Para o suspiro:

4 ovos brancos

Pitada de sal

1 ¼ xícara de açúcar superfino

2 colheres de chá de maisena

1 colher de chá de vinagre de vinho branco

Algumas gotas de extrato de baunilha

Para a cobertura:

226 gramas de morango, cortados aos meio ou em quatro partes

½ colher de chá de extrato de baunilha de boa qualidade

½ colher de chá de vinagre balsâmico de boa qualidade

1 colher de chá de açúcar superfino

2 xícaras de nata


Modo de preparo

1. Para preparar o suspiro: aqueça o forno a 350ºC. Alinhe uma folha de assar com papel vegetal, e desenha um círculo no papel usando uma forma de 20 a 22 centímetros como guia. Na tigela de um mixer elétrico, misture claras de ovo e sal. Comece a bater em velocidade baixa, aumentando lentamente para alta. Prossiga até que picos brilhantes comecem a se formar; acrescente gradualmente açúcar, uma colherada por vez, até que o suspiro fique firme e com brilho.

2. Salpique maisena, vinagre de vinho branco e baunilha, e dobre gentilmente. Coloque no papel vegetal em forma de círculo, e molde em um disco, alisando o topo e amaciando as laterais. Coloque no forno, e imediatamente reduza o calor para 300 graus. Asse por 1 hora e 15 minutos. Desligue o calor, e deixe o suspiro esfriar completamente no forno.

3. Para preparar a cobertura: em uma tigela para misturar, misture morangos, baunilha, vinagre balsâmico e açúcar. Cubra com papel plástico. Deixe descansar em temperatura ambiente pelo menos por 15 minutos e até por 2 horas.

4. Para servir, inverta o suspiro em um prato, e descasque cuidadosamente o papel vegetal. (O topo crocante do suspiro agora estará contra o prato com o lado de baixo tenro virado para cima.) Faça creme até que esteja grosso o bastante para segurar os picos, e espalhe-o por igual sobre o suspiro. Cubra o creme com morangos, permitindo que uma pequena quantidade do líquido escorra no creme. Sirve imediatamente.


Tempo de preparo: 2 horas, mais até 2 horas para macerar

Rendimento: 6 porções.


As peças-chave do verão 2010 têm proporções específicas


Alô, Chics! Nas listas dos itens da moda do verão 2010 você vai encontrar vestidos, calças do namorado, blazers, decotes assimétricos, tomara-que-caias, saias, macacões e tantas outras peças. Mas em quase nenhuma delas você vai ver uma dica sobre uma das coisas mais importantes desta (ou de qualquer outra) moda: as proporções.

Tome o blazer como exemplo. Há uns bons anos ele anda dividindo as atenções com cardigãs, jaquetas, trench coats, paletós. Pois nesta primavera, ele está de novo disputando o pódio dos favoritos para acompanhar as mais diversas partes de baixo. Só não vi até agora nas listas das “tendências” nenhuma palavra sobre as proporções certas para que esta peça seja usada como se deve.

Sim, porque não é qualquer blazer que vai deixar você com cara de moderna. Os grandões do inverno passado, tipo boyfriend, não funcionam mais. Também não adianta ir desencavar, feliz da vida, os que você guardou “para quando a moda voltar”, a menos que sejam sequinhos, suavemente ajustados na cintura, mais curtos e com ombros marcados e estruturados (sem que pareçam os dos anos 80 e suas ombreiras exageradamente grandes). Se você tiver um destes no baú, pode usar tranquila, senão, providencie um novo para usar com as calças cenoura, sobre vestidinhos leves e estampados ou sobre as minissaias de jeans.

E como são estas tão faladas calças cenoura? São bem mais curtas do que as calças tradicionais, são ligeiramente bufantes da altura dos joelhos até os quadris e têm a boca estreita. Ficam ótimas com sandálias pesadas e bem altas e chics quando usadas com blazers, formando o novo terninho.

Os vestidos de festa, como são? São curtos; míni para as jovens, ligeiramente acima do joelho para as demais. O cuidado na observação da melhor proporção para este lindo modelo é com o corpo. Em geral eles têm corte na cintura e quem tem corpo curto (e tem peito grande) deve preferir modelos com alças largas, pois os tomara-que-caia fazem o corpo parecer ainda mais curto e embolado.

As calças do tipo gancho baixo (descendentes do saruel), que perigos de proporção apresentam? Nenhum se quem for usá-las tiver pernas longas. Nada como um gancho baixo para roubar preciosos centímetros de perna de usuárias desavisadas.

Entenderam a importância da informação sobre proporções? Então olhe-se no espelho de frente e de costas com olhos de inimiga antes de montar seu visual para a estação que está começando. (Fonte: Glória Kalil)


Somos todos loucos


Amor perfeito não existe!!! Porque não existe gente igual.
São as imperfeições e as diferenças que tornam as pessoas interessantes. Mas então por que com o tempo essas diferenças tornam a convivência tão difícil? Por que as coisas que no início eram novidades agradáveis, com o tempo se tornam motivos de desavenças?
Por que nos cansamos das coisas que antes tanto gostávamos? Aquele sapato de salto altíssimo, aquela bolsa de verniz, o CD da última novela, o batom cereja, etc, etc, hoje estão jogados num canto do armário, sem uso. Mas não nos damos conta que, ao olharmos uma vitrine, buscamos as mesmas coisas, só que em embalagens diferentes...
Assim também são os sentimentos, o amor, a amizade. Quantas vezes nos pegamos de saco cheio de tudo e de todos. Mas se estamos sozinhos, queremos alguém que nos complete. Mas completar não significa buscar no outro aquilo que não temos em nós? De novo, as diferenças. Aquelas mesmas que nos afastam de quem amamos. E sem perceber, buscamos nas novas pessoas exatamente o que deixamos de amar naquelas outras.
Será que isso acontece porque fomos projetados para pensar demais? Para questionarmos a tudo e a todos? Para sempre querermos mais? Ou será isso apenas um reflexo da modernidade?
O mais provável é que isso seja um sinal de que estamos ficando loucos.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Mico da Semana - Letterman adimite sexo com funcionárias da TV

O Mico da Semana vai para o apresentador da CBS David Letterman (Late Show) - um dos mais famosos do mundo. Depois de ser vítima de tentativa de extorsão por um funcionário da emissora, que pedia dois milhões de dólares para não publicar um livro contando o seu envolvimento sexual com colegas, o apresentador pediu desculpas em cadeia nacional à sua mulher, Regina Lasko, por ter mantido relações sexuais com funcionárias da sua equipe de trabalho.

Durante o programa transmitido nos Estados Unidos na última segunda-feira (5/10), Letterman disse estar "horrivelmente magoado" com o que aconteceu. As desculpas foram pedidas no início da gravação, na rede de televisão CBS.

Foram os primeiros comentários públicos de Letterman sobre o assunto, desde que foi vítima de extorsão por parte de um indivíduo que havia ameaçado publicar um livro contando "todas as coisas terríveis" que o apresentador teria feito, se este não pagasse dois milhões de dólares. O apresentador apressou-se a contar o sucedido às autoridades de Manhattan, que detiveram Robert J. Halderman, um funcionário da CBS de 51 anos. Este, perante um juiz, declarou-se inocente da acusação de chantagem, saíndo sob fiança de 200 mil dólares. Caso seja condenado, enfrenta uma pena que pode chegar a 15 anos de prisão.

Letterman admitiu então que havia tido relacionamentos sexuais com mulheres da produção do seu programa. "Estou terrivelmente arrependido por ter colocado a equipa nesta posição. Não pensei nas consequências", disse, agradecendo à equipa o apoio mesmo com a "coisa estúpida" que fez. Letterman, ainda fez piadas com a situação, dizendo que nem mesmo a voz feminina do equipamento de navegação do seu carro quer falar com ele.


Inimigo oculto


Priorizar alimentos industrializados ou adicionar mais sal à comida pode sabotar a sua dieta, sem você perceber! Culpa do sódio, mineral que causa inchaço, aumento de peso e vários problemas de saúde


Verdade seja dita: a variedade de alimentos de preparo rápido ajudou um bocado a otimizar a rotina - pra lá de corrida - da mulher moderna. Bastam alguns minutinhos no micro-ondas, e pronto! É só servir. Melhor ainda é saber que a maioria desses produtos pode ser encontrada na versão light ou diet. No entanto, a coisa não é tão simples quanto parece.

Quando checamos a embalagem do produto escolhido, buscando o seu valor calórico, quase sempre nos esquecemos de averiguar outro índice importantíssimo, presente na tabela nutricional: o sódio. Você sabia que, se consumido em demasia, esse mineral pode prejudicar a sua saúde e acrescentar quilinhos a mais na balança?

"O consumo exagerado do sódio leva à retenção de líquidos. Como consequência, o corpo fica inchado e pesa mais. A água aprisionada entre as células também reduz a eficiência do sistema linfático. Isso gera uma inflamação local, e logo surge a temida e odiada celulite", afirma Tamara Mazaracki, nutróloga (RJ).

"Com o passar do tempo, o excesso de sódio sobrecarrega o organismo e pode causar, ainda, hipertensão arterial, problemas renais, desordens cardiovasculares e, até mesmo, câncer gástrico", alerta Roseli Rossi, nutricionista (SP).


"consumido em excesso, o sal favorece a retenção de líquidos, que acentua a celulite e gera inchaço e aumento de peso "


Nem tanto lá nem tanto cá

Antes de se assustar, e de declarar o sódio o vilão da vez na sua casa, é importante saber que ele também desempenha funções essenciais ao organismo. "É esse mineral que regula os líquidos extracelulares, assim como o volume de plasma sanguíneo. Além disso, auxilia na condução de impulsos nervosos e no controle da contração muscular", explica Roseli.

E não é segredo para ninguém que o sódio é mais encontrado em alimentos artificiais, como no sal de cozinha, onde representa 40% da formulação, que se completa com 60% de cloreto (daí o nome cloreto de sódio). E como as brasileiras gostam de caprichar no tempero da comida, o saleiro está sempre à mesa, pronto para entrar em ação.

Mas o sal também se faz presente naturalmente em alguns alimentos, como carnes bovinas e suínas, leite e derivados, batata e grãos. Isso gera um consumo excessivo, claro. Segundo informações da Organização Mundial de Saúde (OMs), a recomendação diária de ingestão de sódio para um adulto saudável é de 2g - o equivalente a uma colher (chá) cheia de sal. No Brasil, no entanto, estudos apontam que o consumo médio diário é de 4 a 6g, ou seja, pelo menos duas vezes mais que o ideal.


Fique de olho na embalagem!

Atentas ao problema, muitas pessoas já começaram a mudar os hábitos na cozinha, e passaram a controlar a quantidade de sal das receitas. Apesar de ser um bom começo, essa prática ainda é insuficiente para mantê-las protegidas dos excessos. "Além de dar sabor, o sal possui a função de promover maior durabilidade aos alimentos. Por isso, é cada vez mais utilizado como conservante pela indústria alimentícia", comenta a nutricionista Roseli Rossi.

Assim, atenção redobrada na hora das compras. "Modere nos enlatados, conservas, embutidos, sopas e sucos de caixinha, salgadinhos e fast-food", pondera Tamara Mazaracki. Ah! Outra informação importante: os alimentos light e diet não estão livres desse componente. Afinal, com a redução de açúcar, tiveram que buscar outro meio de estender a validade. E adivinhe só qual foi a substância escolhida? O sal, com certeza.

Diante disso, o jeito é analisar com muito cuidado o rótulo dos produtos. E se você ainda não se convenceu desta urgência, dá só uma olhada nestes números: dois pedaços de pizza congelada, por exemplo, contêm a quantidade de sódio recomendada para um dia todo. Oito nuggets (que, quando assados no forno, parecem inofensivos) carregam 5,7g do mineral. Impressionante, não!


Tempero use e abuse

Se você é daquelas que não abrem mão de um prato cheio de sabor, saiba que existem outras opções de temperos saudáveis e deliciosos. "As ervas, por exemplo, são riquíssimas em propriedades antioxidantes e valor nutricional. Por isso, no lugar do sal e de outros temperos prontos, como os caldos em tablete, escolha alternativas naturais, como alho, cebola, salsinha, açafrão, pimenta, cominho, manjericão e orégano, entre outros. E caso precise de um toque de sal, use o produto na versão light, que tem redução de sódio", sugere Roseli.

"Há ainda uma mistura chamada gersal, feita com sal e sementes de gergelim torradas. É interessante, porque agrega ao produto os benefícios do ácido linolênico (um tipo de ômega-3) e fibras. Porém, também é preciso usar com moderação", completa a nutróloga Tamara Mazaracki.

E para quem andou exagerando, e quer se livrar daquela sensação incômoda de corpo inchado? "Não recomendo o uso de diuréticos sem orientação médica. A drenagem linfática e o consumo de alimentos com ação diurética suave (como melancia, morango e abacaxi) são boas saídas. O chá de alpiste também ajuda bastante. Prepare-o assim: ferva um litro de água com três colheres de sopa de alpiste. Coe e beba, quente ou frio", ensina Daniela Hueb, nutróloga (SP).

"beber bastante água é uma arma poderosa contra os efeitos nocivos do sal, pois estimula os rins a funcionarem melhor, eliminando líquidos e substâncias dispensáveis ao corpo"



Um alimento de muitas faces

Conheça os diversos tipos de sal disponíveis no mercado, e suas principais diferenças

  • sal refinado

É o mais utilizado no preparo de alimentos. para se tornar um produto branco, homogêneo e ultrafino, passa por diversos processos químicos, onde os minerais e elementos orgânicos se perdem.

  • sal grosso

De composição nutricional semelhante à do sal refinado, só difere no tamanho dos grãos, que são maiores. É muito usado em conservas e carnes para diminuir a perda de água do alimento.

  • sal light

Por ter, no mínimo, 50% menos sódio que a versão tradicional, revela-se uma alternativa para os hipertensos. como contém cloreto de potássio na formulação, não é indicado para pessoas com problemas nos rins, que podem não conseguir eliminar do organismo o seu excesso.

  • sal marinho

É obtido através da evaporação da água do mar. pode apresentar impurezas, por isso é importante se certificar da qualidade, antes de comprar.

(Revista Corpo a Corpo)


Pensamento do dia


"O maior líder é aquele que reconhece sua pequenez,

extrai força da sua humildade

e experiência da fragilidade."

(Augusto Cury)


terça-feira, 6 de outubro de 2009

O que eu estou lendo

Quem gosta de temas que misturam ciência e religião não deve deixar de ler Mostre-me Deus, do jornalista científico Fred Heeren.

Para o autor, a maior prova de que Deus existe é a descoberta da finitude do universo. Mesmo demonstrando que está em paz com a sua fé, o escritor já enfrentou "crises". Um dos resultados desses conflitos é o livro acima.

A obra é o resultado de sete anos de pesquisa e tem como base entrevistas com grandes nomes da ciência como Stephen Hawking e os ganhadores do Nobel de Física: George Smoot e Arno Penzias.

Em Mostre-me Deus, a ciência traz à tona questionamentos que ela própria não é capaz de responder. O livro explora a criação no ponto em que a ciência e a religião apresentam os mesmos questionamentos e pensam da mesma maneira.

Esse eu recomendo!!!

FICHA TÉCNICA

Mostre-me Deus
Autor: Fred Heeren
Editora: Clio Editora
Assunto: Ciência, Filosofia e História
Nº de páginas: 456
Preço: R$ 49,90 (Livraria Cultura)


Estudo questiona matéria escura e põe conceito de gravidade em xeque

Matéria escura, originalmente, atrai a galáxia para sua rotação, além de também modelar a sua forma

A matéria escura, força misteriosa que age na gravidade das galáxias, é mais estranha do que pensávamos, ou não existe mesmo. É o que sugere um novo estudo.

Em tese, uma galáxia é situada no coração de uma gigante nuvem de matéria escura e interage com ela por meio da gravidade. A matéria escura, originalmente, atrai a galáxia para sua rotação, além de também modelar a sua forma. Mas as observações não se resumem a esse quadro simples.

Uma vez que a matéria escura não irradia luz, astrônomos deduzem a sua distribuição observando como o gás de uma galáxia e as estrelas estão se movimentando. Estudos prévios sugeriram que a matéria escura deve ser uniformemente distribuída em uma região central da galáxia --um resultado desconcertante, porque a gravidade da matéria escura em direção ao centro de uma galáxia devia torná-la progressivamente mais densa.

Agora, a tese enveredou novamente para o desconhecido, graças a uma análise da matéria normal no centro de 28 galáxias de todas as formas e tamanhos. O estudo mostra que sempre há cinco vezes mais matéria escura do que matéria normal --a mesma pesquisa diz que a densidade da matéria escura caiu um quarto em relação ao valor central.

Força não revelada?

A descoberta segue em rota de colisão com as expectativas porque a proporção de matéria escura em relação à normal deve depender da história da galáxia --por exemplo, se houve fusão com outra galáxia ou se ela permaneceu isolada durante toda a sua existência. Fusões devem distorcer a proporção entre matérias negra e normal em uma base única.

"Não há, absolutamente, nenhuma regra de física que explique estes resultados", disse o coautor do estudo, Hong Sheng Zhao, da Universidade St. Andrews, na Inglaterra.

Os autores sugerem que talvez uma força da natureza ainda não descoberta atue entre a matéria escura e a matéria normal, uma vez que a gravidade, sozinha, não pode manter a proporção constante.

Gravidade? O que é isso?

Alternativamente, eles dizem que nosso entendimento de gravidade talvez precise de modificações, a fim de eliminar integralmente a necessidade de existência da matéria escura. Alguns estudos atuais, como a Mond (dinâmica Newtoniana modificada, na sigla em inglês) indicam para isso, sugerindo que a gravidade não desaparece tão rapidamente como as teorias correntes apregoam.

Mas Mark Wilkinson, da Universidade de Leicester, que não estava envolvido no estudo, pede cuidado nas interpretações dos resultados.

"Embora isso claramente demonstre muito mais interdependência entre as matérias normal e escura do que o esperado, é muito cedo para dizer exatamente o que isso significa", disse ele.

Wilkinson cogita que a matéria normal possa exercer mais influência na matéria escura do que o esperado. Ele afirma que as explosões supernova talvez sejam capazes de empurrar a matéria escura para fora das regiões centrais de galáxias. (Fonte New Scientist)


Cientista italiano reproduz o Santo Sudário e o classifica como farsa

Imagem do Santo Sudário, classificado como farsa por cientista italiano Luigi Garlaschelli,que reproduziu o tecido de linho


Uma descoberta feita por um cientista italiano promete abalar as estruturas da igreja católica nos próximos meses. O pesquisador afirma ter reproduzido o Santo Sudário, um feito que, segundo ele, prova definitivamente que o linho reverenciado por alguns cristãos como a roupa de enterro de Jesus Cristo é uma farsa medieval.

A coberta carrega a imagem, estranhamente invertida como um negativo fotográfico, de um homem crucificado que alguns acreditam ser Cristo.

"Mostramos que é possível reproduzir algo que tem as mesmas características do Sudário", disse na segunda-feira (5) Luigi Garlaschelli, que deve ilustrar os resultados em conferência neste fim de semana no norte da Itália.

Professor de química orgânica da Universidade de Pavia, Garlaschelli mostrou o papel que ele entregará e as fotografias que acompanham a comparação.

O Santo Sudário mostra a frente e as costas de um homem barbudo com um cabelo comprido, com braços cruzados no peito, enquanto a roupa inteira é marcada pelo que parecem ser filetes de sangue de ferimentos nos pulsos, pés e lados.

Testes de data por carbono feitos por laboratórios em Oxford, Zurique e Tucson (Arizona) em 1998 causaram sensação por datarem o sudário entre 1260 e 1390. Os céticos disseram que era um trote, possivelmente para atrair o rentável negócio da peregrinação medieval.

Mas cientistas não sabem explicar ainda como a imagem foi deixada na roupa. (Fonte Reuters)


Onde foi parar a decência?

Conversando com um amigo dia desses, me dei conta de uma coisa: a mediocridade está imperando na raça humana. Ele me contava que conheceu uma garota muito bonita num bar, na festa de um outro amigo, e que de cara ela o convidou pra sair. Ele é solteiro, bem resolvido, poderia bem ter ido, mas optou por esperar um pouco mais, pra ver qual era a dela. Papo vai, papo vem, ela entregou o ouro. Disse que estava há um tempo sem transar e que tinha gostado dele.

Gente, para o mundo que eu quero descer. A mulherada tá demais ultimamente. Como pode isso. Você nunca viu o cara, não sabe se ele é boa gente ou se é um psicopata, e já sai convidando o fulano para uma transa.... Que isso companheiras!!!! MENASSSSSSSS, NÉ...

Depois, quando o homem sai por aí dizendo que a mulher é "vagaba", vocês acham ruim. Dizem que é porque ele é um garanhão, que só pensa em sexo, que o romantismo acabou, e blá, blá, blá, blá... Poupem-me!!!!

A verdade é uma só: homem ou mulher, tá cada dia mais difícil manter um diálogo com alguém interessante. As pessoas estão vazias; não existem mais sonhos.

Fica aqui um alerta:

UM POUCO DE MORAL E DE BONS COSTUMES NÃO FAZ A NINGUÉM. AO CONTRÁRIO DO QUE PARECE, HOMEM TAMBÉM GOSTA DE MULHER INTELIGENTE. NÃO É SÓ BUNDA E PEITO QUE ATRAEM, INTELIGÊNCIA É UM FORTE AFRODISÍACO. E MAIS, ELES GOSTAM DE MULHERES QUE SABEM DIZER NÃO DE VEZ EM QUANDO, TAMBÉM.

E lembrem-se:

"A BELEZA ATRAI, A INTELIGÊNCIA FASCINA, MAS SÓ O AMOR RETÉM"


Coisa feia...


O esquentado ator Sean Penn foi acusado mais uma vez de perder o controle, agora com um fotógrafo. Penn chutou opaparazzo depois de confrontá-lo, e foi flagrado na agressão por outros fotógrafos.

Jordan Dawes prestou queixa na polícia e disse à imprensa: “Ele começou a chutar minhas pernas. Mesmo quando recuei, ele continuou a me dar chutes. Depois, me levou para o outro lado da rua e deu socos em meu braço e em minha câmera. Estou todo machucado”.

Coisa feia, Penn. Logo você, um ator tão premiado pela Academia. Faz mais isso não, hein!

Apple abre loja online no Brasil


A Apple inaugura nesta terça-feira sua operação de vendas online no Brasil, com a sua linha de produtos e acessórios. Apenas o iPhone não será comercializado na Apple Store, já que ele é vendido diretamente pelas operadoras de telefonia celular.

De acordo com a companhia, a Apple Store (http://store.apple.com/br) vai trabalhar com a mesma linha de preços de produtos sugeridos no varejo, com alguns detalhes adicionais: existe uma área educacional para a venda de Macs com descontos para estudantes e a loja terá alguns produtos exclusivos, como a linha (RED) de iPods e o novo iPod shuffle cromado.

Na Apple Store será possível ainda comprar iPods com gravação a laser na parte traseira do aparelho, incluindo acentos nas frases. Esse serviço será gratuito. Outro diferencial da loja será a venda de hardware customizado, com mais memória, disco rígido ou até mesmo software adicional, em MacBooks, iMacs e até a linha Mac Pro, profissional.

Para o lançamento, a Apple Store vai dar de presente aos primeiros compradores uma sacola retornável com design feito especialmente para o Brasil. O frete é gratuito nas compras a partir de R$ 120 e o pagamento pode ser feito em até 12 parcelas no cartão de crédito.